Coluna Aparte – País chamado mentira

Imprescindível resgatar o respeito pela população do Brasil.

Políticos financistas, somente interessados no tumulto mental dos brasileiros, continuam atuando nos três poderes utilizando de mandatos adquiridos com muito dinheiro somente com o intuito de manter a correnteza do esgoto irrigando a corrupção com o grave intuito do enriquecimento de amplas quadrilhas atuando nos Palácios, Congresso Nacional e Câmaras.

Nem existe mais o interesse do povo em acreditar nas palavras multiplicadas pelas notícias atendendo as estratégias de confundir e tirar a atenção enquanto roubam em larga escala o presente e o futuro.

Credibilidade ficou no passado, isso se algum dia existiu na noção do coletivo. Fica na dúvida a resistência a avassaladora tomada dos direitos mais básicos na história de governos retrógados.

Anunciam que jamais existiu corrupção na atual gestão, possivelmente o esquema está em atender aos interesses disfarçados dos poderosos do sistema financeiro e do agronegócio, deixando os segmentos tradicionais à disposição dos milicianos.

Necessário limpar a faixa presidencial na falta de credibilidade social, no bom tom ao menos saciar a fome, resgatar o desemprego e demonstrar resignação cristã diante das cruzes espalhadas nos cemitérios.

Resta rezar?

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do Nuna.

1 pensou em “Coluna Aparte – País chamado mentira

  1. Sinceramente acho que até agora não tivemos um presidente como o Jair Bolsonaro. Nunca tivemos ministros tão qualificados. O agronegócio é o futuro do Brasil. O país estava precisando de alguém que falasse umas verdades e colocasse alguns pingos nos ís. Acreditar que o expresidiario Lula está na frente das pesquisas de intenção de voto ê chamar a gente de burro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.