Arquivo da categoria: Publicações

Coluna Aparte – Sem problemas

Três figuras da política poderiam ser copiadas pelos demais pré-candidatos, sabem o que querem como atores titulares da novela eleitoral que muda a cada capitulo. Definiram seus papeis, souberam negociar os contratos para integrar o elenco e partiram para a estrada levando seus feitos nos atuais mandatos e propostas aos telespectadores, mais conhecidos como eleitores. Falando de Othelino Neto (PCdoB), Ana Lobato (PSB) e Rubens Jr. (PT). Trinca que não enche a paciência a cada hora cobrando ou criando crises!

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.

Coluna Aparte – Acho que divaguei!!??!!

Procurei, pensei, olhei para os lados, fiz leituras nos jornais, aventurei os blogs e insisti nos panfleteiros. Nada!

Como um chato resistente, acreditei que ao menos nas redes sociais dos pré-candidatos encontraria um caminho, propostas palpáveis, visualizei somente promessas repetitivas, nem esfregando os tactos conseguimos uma mágica, provocando uma tortuosa constatação do “não fazer sempre nada” mantém a dinâmica da esperança no próximo gestor, artificialmente formatado, com técnicas apuradas, para criar o impacto emocional nos eleitores, bem perto do período de teclar as urnas, seguido do anonimato, posicionando a multidão na pequenez do comum, sem o direito de abordar nas beiradas das decisões públicas, mantendo a posição no beiral do poder.

Apurado foco seletivo permite criar uma sofisticada aparência de sonho, repetindo a palavra esperança, sem contrastes, apurando o brilho para dilatar as pupilas, sempre no módulo ofuscar. Talvez o texto esteja caminhando num indecifrável embolado de palavras, mas acreditem que utilizam na forma do congelamento das atenções, no incutir o nem estou aí para a política, nunca vai mudar a minha vida ou quem sabe você alguma hora pensou e falou que eles prometem e depois fazem tudo ao contrário.

Eles quem? Os contratados pelo voto, pago pelo seu imposto impostos e desobedientes pela falta das mãos pesadas no monitorar o crescimento das crianças que viram os papões dos criadores?

Parabéns, você está incluído na função de um competente seguidor! Sua recompensa será ficar calmo, aceitável, sereno, no mesmo lugar que estabeleceram para você.

Nunca para nada, afinal, necessitam do seu voto! Volto quando tiver o que escrever. Tchau!

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

Braide + Weverton = transferência de votos?

Ponto para Weverton Rocha (PDT) com a notória adesão do prefeito Eduardo Braide (continua sem partido?). Fácil afirmar que não causou nenhuma emoção no campo de guerra eleitoral, muito menos na imprensa. Por enquanto, não houve pompas, nem foguetes, mesmo no período junino, bastou uma corriqueira entrevista. E pronto!

Talvez as emoções, com abraços suados, fiquem para a anunciada convenção, no Estádio Nhozinho Santos, em julho. Sem esquecer que a prefeitura tem a obrigação de explicar como será o empréstimo do local público para o encontro, principalmente a proteção do caro gramado. De qualquer forma foi uma tirada de mestre o espaço escolhido, basta encher as arquibancadas!

Grupo de Weverton Rocha pode contabilizar a imagem do prefeito da capital na campanha como uma recompensa devolvida depois do apoio na eleição de 2020, resta entender a dimensão na transferência dos votos. Nenhuma soma, para mais, estava na planilha do grupo Dino contando com este apoio político, existem ruídos de cunho pessoal entre Flávio e Eduardo por causa do Duarte Jr. (PSB). Brandão somente estava na maré.

Fato que Eduardo não aceita ser menor que Weverton e Flávio, todos querem ser ao menos um Sarney. Coisa difícil de acontecer!

  • Charge do genial Nuna. 

Klamtiando – Alguém explica?

Impossível – Está ficando impossível acompanhar o deputado federal Rubens Jr. (PT), quando procuramos nas redes sociais está na região Leste, no outro dia na Tocantina, no mesmo dia aparecer puxando sua mala direto do aeroporto para a CCJ em Brasília. Coitados dos assessores para dar conta do cara!

Dobrado – Todo mundo sabe que a população de São José de Ribamar trabalha muito, mas gosta de brincar um carnaval e no período junino. Sem pressa, sem querer ser o maior, sem patrocínio estadual, a prefeitura do município não vai dar folego na programação do “Arraial da Nossa Gente” que inicia dia 23 e vai até 29 de junho, e, sem respirar, realiza o tradicional “Lava Prato” no período de 02 a 03 de julho. Este povo gosta de folia!

Estranho – Complicado entender certos comportamentos, talvez a serviço da briga eleitoral ou não. Fato que ficou no vácuo o pedido de indiciamento do ex-prefeito e atual pré-candidato a governador, Edivaldo Holanda (PSD), pelo “Coletivo Nós” no relatório final da CPI do Transporte Público de São Luís. Curioso, mesmo, fica na falta do nome do prefeito Eduardo Braide (continua sem partido?) como indiciado. Alguma razão para a proteção dos “meninos” do PT?

Klamtiando – Aproveitadores

Virou uma piada, de um lado tentam fazer do pré-candidato Lahesio Bonfim o fenômeno que vai derrubar o gráfico eleitoral do pré-candidato Weverton Rocha (PDT). Verdade que o “Doutor dos Crentes” não reclamou em nenhum momento da estratégia dos adversários, melhor, incorporou na sua fala a certeza que vai estar no segundo turno com Carlos Brandão (PSB).

Evidente, que turma do “Meu Preto” começou a utilizar o nome do pré-candidato Edivaldo Holanda (PSD) como a solução que vai atrapalhar o Bonfim, deixando a disputa entre o Brandão e o Weverton.

Por enquanto, Edivaldo continua fazendo, na sua, sem especular ou agredir, a sua caminhada. No momento, os pedetistas, utilizaram o petista Paulo Romão para fundamentar a tese do Holanda contra os Leões. Hora de levar o assunto a sério!

  • Charge do genial Nuna.

Coluna Aparte – Largos

Impossível passarem do pré-candidato Flávio Dino (PSB) na eleição ao Senado, questão do curto calendário e matemática. Nem com o Bolsonaro (PL) abençoando em público o Roberto Rocha (PTB). Se bem que o destino apronta das suas quando estamos vivos. Agora, em passos largos, cuida a reeleição de Carlos Brandão (PSB) e da eleição do Lula (PT) para manter a promessa do cargo de ministro e, quem sabe, fazer do irmão o Procurador-Geral da República.

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

Coluna Aparte – Divã do além

Alguém, pode ser um aliado corajoso, talvez um familiar, quem sabe um psiquiatra, precisa explicar ao Jair Bolsonaro (PL) que ele está como presidente do Brasil e, como o representante maior do executivo federal, tem a prerrogativa de mandar na Petrobras. Naturalmente, mudar a fórmula no preço do petróleo e do gás.

Tornou-se uma piada cara e satírica para um homem com a esperança de ser o ditador do país ficar nessa sacanagem de cobrar em público a estatal pelos aumentos atrelados ao dólar. Todos os brasileiros, evidente, que menos os seguidores e os políticos combinados em bagunçar o cenário eleitoral, estão gozando o Messias pelo diário e dantesco espetáculo de tentar confundir as nossas cabeças.

Nem vale escrever as palavras que utilizam quando citam seu nome, mas fica nos mesmos palavrões que ele e sua equipe adoram expressar. Talvez não seja a mente do chefe da nação que esteja confusa ou deturpada, quem sabe algum mentor, pode ser um marqueteiro, astrólogo ou filósofo que está no além, conseguindo incutir essas estratégias, afirmando ser a única saída para vencer o Lula (PT) em outubro.

Sei que assim ele não enche as urnas com votos. Pode ser o seu bolso e dos que acreditam mandar no nosso dinheiro!

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna. 

Coluna Aparte – Enérgico

Nem quis discutir se a denúncia do deputado estadual Yglésio Moyses (PSB) sobre a fraude no concurso público na Assembleia Legislativa do Maranhão tem fatos comprovados em relação aos candidatos aprovados.

Presidente do Legislativo, Othelino Neto (PCdoB), determinou a abertura de procedimento de apuração e encaminhou ao Ministério Público Estadual a solicitação de investigação.

Louvável a permanente fiscalização do socialista, apesar de muitos do parlamento não concordarem com a forma de exposição nominativa sobre a capacidade de inteligência das pessoas denunciadas.

Mas o Yglésio sempre foi polêmico, sempre será, este não muda!

  • Coluna Aparte publicada nesta sexta-feira, no página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

Coluna Aparte – Sobrou para a fome?

Estarrecedor a passividade da população brasileira diante do montante de R$ 5 bi que será gasto para eleger os pré-candidatos ao executivo e legislativo em todas as esferas, nesta eleição, em outubro.

Dizem que temos somente trinta e três milhões de pessoas passando fome, repito, passando fome, sem nada para comer, nenhum alimento, sabendo que a miséria deve continuar sendo uma constante em todo o país, e, principalmente, no Maranhão.

Observando as filas nos “Restaurantes Populares” quase não vemos pessoas abaixo da linha da miséria tentando salvar o estômago com, ao menos, o almoço. Fica aberto diariamente, em muitos municípios, no vai quem quer, come quem pode, mesmo sendo cobrado o preço de R$ 1 real. Faltando cobrar das autoridades o entendimento do serviço de matar a fome para todos, será que a maioria das pessoas conseguem pagar?

Impossível acreditar que os políticos vão ficar satisfeitos somente com o dinheiro público, sabendo que as propostas deixaram de iludir os eleitores, novamente será o compra voto. Evidente que o caixa dois vai ser o complemento para eleger os mesmos de sempre, fazendo o mesmo de sempre.

Somente com denúncias fica inviável apurar os desvios, poucos fazem por medo, sabem que a justiça eleitoral precisa de olhos apurados e braços longos para chegar aos criminosos eleitorais. Pior saber que quem financia o por debaixo dos panos depois cobra com a corrupção, roubando o dinheiro que poderia matar a fome. Sempre o mesmo padrão!

  • Coluna Aparte publicada nesta sexta-feira, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

CPI – Perderam

Olha, muitos tentaram, do povo da Prefeitura, passando pelos empresários com a participação dos vereadores agregados financeiramente as catracas dos ônibus.

Mais uma vez, ninguém venceu a resignação e astúcia da experiência que se renova a cada desafio. Vereador Chico Carvalho (Avante), presidente da CPI do Transporte Público de São Luís venceu a todos e finaliza o bombástico relatório final para aprovação no plenário da Câmara de Vereadores.

Depois, o problema do que está levantado, com depoimentos e documentos, fica com o prefeito Eduardo Braide (ainda sem partido) e o Ministério Público Estadual que conta com a promotora Lítia Cavalcante e seu sangue na saliva.

Impossível não acontecer nova licitação com tantas bandalheiras!