Coluna Aparte – E agora Weverton?

Antenas de alerta levantadas no círculo político em torno do governador Flávio Dino (PCdoB) diante das estratégias armadas pelo senador Weverton Rocha (PDT) com intuito de ampliar seu mapa eleitoral visando eleger o pré-candidato Neto Evangelista (DEM) à prefeitura de São Luís, tentando deixar o caldo de apoios transbordar para a eleição de 2022.

Tanto faz, tanto fez, o importante está em esquecer o retrovisor cuidando de passar por cima para torna-se o predileto candidato ao governo do estado de todos partidos que podem oferecer a facilidade eleitoral rumo ao Palácio dos Leões.

Verdade que a ânsia de dominar todo cenário em uma única tacada sempre causa reação de quem manda no poder, jamais poderia ser diferente na relação do chefe do executivo com o parlamentar mais bem avaliado no senado pelo Maranhão.

Primeiro deixaram de lado uma frutífera composição com o PCdoB, prometendo caminhar junto com o pré-candidato Rubens Jr., saíram sem dar nenhuma satisfação. Depois, armaram em Brasília para tirar o Duarte Jr. (Republicanos) do confortável acordo entre o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) e o presidente estadual do PSL, vereador Chico Carvalho.

Dando passos longos, sugaram o MDB levando as famílias Sarney e Lobão, sem nenhum ressentimento em relação ao golpe jurídico contra o governador Jackson Lago (PDT). Roseana Sarney (MDB) deu um “oi” nas redes sociais e permitiu uma estranha foto na sua residência.

Nada mais. Sumiu de cena.

Como pouco para gulosos sempre será prato pequeno, tentaram tomar o comando PSL estadual do vereador Chico Carvalho para entregar ao novo colega Edson Lobão, o filho. Nessa artimanha apanharam feio, muito feio. Ficou parecendo coisa de menino do buchão.

Para piorar, conseguiram a rejeição de todos os filiados do PSL municipal no apoio ao Neto Evangelista (DEM). Quase impossível conseguiram reverter a mágoa.

Será que tem mais?

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página política, no jornal O Imparcial.
  • Foto por Edgar Rocha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.