Comentários – Esperança

Como será o nosso amanhã, será que vamos mudar o Brasil ou vamos continuar sendo a cangalha para os políticos sentarem em cima?

Antônio Marcos, desempregado, falando da esperança.

Me sinto sozinha, as pessoas não querem falar de ações coletivas, continuam brigando pelos políticos e, eles rindo de nós.

Vera Bastos, representante comercial, falando da esperança.

Nunca que nenhum político vai olhar pelo povo, servimos somente para votar neles?

Silveira Junior, servidor público, falando da esperança.

Olho meus filhos, como meus pais olharam, perguntando se dependemos somente da sorte para ser alguém?

Maria Isabel, desempregada, falando da esperança.

Prefiro sofrer no Brasil do que ser pisado pelos gringos, já não basta o peso da sola dos nossos políticos.

Hermano Assis, vendedor de sanduíches, falando da esperança.

Tomo café sem saber se vou ter algum para comprar o almoço, dói a fome.

Bine Chaves, jovem desempregado e sem poder estudar, falando da esperança.

Assistimos mais uma campanha da maldade em que a vida íntima foi devastada, existe político correto que sabe a dor de uma família exposta?

Fernando Moura, evangélico, falando da esperança.

Como será o Maranhão e o Brasil depois desta eleição, povo vai ser alguém?

Sonia Freire, evangélica, falando da esperança.

Meu filho está cada dia mais revoltado, diz que não tem nada hoje, pergunta todos os dias o que vai ser amanhã. Que respondo?

Beatriz Silva, mãe, falando da esperança.

Voto para ficar com a consciência limpa, nada mais do que isso, mas votar serve para que mesmo com tantas desgraças nas nossas portas?

Ribeiro Santos, pai, falando da esperança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.