Coluna Aparte – E CONVENÇÃO PARTIDÁRIA SERVE MESMO PARA….

Provocamos todos os pré-candidatos ao governo do Maranhão para dar um olhar sobre a importância das convenções partidárias na evolução dos votos. Será somente um encontro jurídico ou, realmente, existe ganho nas urnas dependendo da força e tamanho do evento? 

O voto para governador e presidente não é definido por pirotecnias ou artimanhas, a população vota em quem apresenta a melhor proposta e demonstra ter capacidade para cumpri-la. As convenções são encontros importantes pois oficializam a candidatura e abrem oficialmente, após o registro de candidatura, as eleições. Simplício Araújo (Solidariedade).

Serve cumprir a formalidade da legislação, mas também para apresentarmos nosso programa. Hertz Dias (PSTU).

Com a convenção realizada pode sim ter mudança nas intenções de votos, é um ato formal, mas uma vez que o eleitor tem claro quem serão os candidatos, isso impacta nas intenções de votos e diminuem os indecisos. Enilton Rodrigues (PSOL).

A convenção é o momento em que nós apresentamos para a sociedade, oficializando as candidaturas. A população define seu voto a partir do que observa de cada candidato, ao longo de sua trajetória e na campanha. Weverton Rocha (PDT).

A Convenção é um momento intrapartidário, onde são efetivamente definidos, nos termos estatutários, os escolhidos para a disputa do mandato eletivo. Logo, mais que uma formalidade legal, é necessário haver a legítima disputa interna, de maneira a prevalecer a vontade partidária e fortalecer os desígnios da agremiação. Lahesio Bonfim (PSC).

  • Coluna Aparte publicada nesta sexta-feira, na página Política, no Jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

 

Coluna Aparte – É a tua mãe

Nem precisamos citar nomes, as falas e condutas entregam os atuais personagens feridos pela ânsia em chegar, continuar, subir mais e ser o principal em cargos e mandatos no Maranhão e para o Brasil. Ainda falta o carimbo oficial do TSE, mesmo assim, assistimos, antecipadamente, como serão os comportamentos durante a campanha.

Ideias, nada palpável. Propostas, nenhuma que sabemos. Falas sem citar os nomes, sempre assim. Utilizar da maldade de interlocutores postiços, uma prática. Confiantes que suas opiniões mudam pensamentos, obrigação de todos. Enxertar clones como pré-candidatos, acreditam que funciona. Entortar os gráficos das pesquisas, erro para sustentar no amanhã. Tentar intimidar o inimigo com denúncias, todos com dedos sujos. Respeito aos veículos, jornalistas e blogueiros, vai depender do humor no momento. Verdade nos fatos divulgados pelos panfleteiros, sendo resolvido com o Pix. Violência física contra a imprensa independente, sorte dos que tiverem plano de saúde. Processos judiciais contra veículos e figuras da imprensa, todos os dias pouco importando a verdade.

Esperamos, rezando, que, diferente dos campos de futebol, os jogadores e filhos mantenham as mães fora da partida!

  • Coluna Aparte publicada nesta sexta-feira, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna com Zé Maranha.

Chico + Brandão – Obras na Zona Rural

Conhecido e reconhecido como o principal representante da Zona Rural de São Luís, muitas vezes chamado de prefeito pela extensão das ações e obras que conseguiu para as comunidades desta importante região. Vereador Chico Carvalho (Avante) foi o primeiro parlamentar municipal a declarar voto ao pré-candidato para o governo do Maranhão, Carlos Brandão (PSB).

Convidado pelo governador para vistoriar as obras de asfaltamento no bairro do Recanto Verde, solicitadas pelo seu mandato, organizou uma inesperada e calorosa recepção com a população durante a caminhada pelas ruas beneficiadas que permite o acesso com qualidade estrutural aos moradores. Bem ao estilo Carvalho, a visita executiva e legislativa transformou-se em um encontro de reconhecimento ao empenho pela ação.

Verdade que o vereador aguarda somente o registro da ata da convenção partidária para pisar firme pelas comunidades da capital, principalmente a Zona Rural, mostrando novamente que o seu empenho eleitoral vai permitir a maioria dos votos aos seus pré-candidatos no executivo e legislativo estadual e federal. Vale registrar que todos apoiados pelo vereador foram os mais votados nas eleições no município e estado.

Como ele diz, bota fé, conta com Chico!

 

 

Mulheres, presente

Na boa, nada contra os políticos do gênero masculino, que, infelizmente estão como a maioria dos cargos e cadeiras no executivo e legislativo municipal, estadual e federal. Bom mesmo, fica quando as mulheres ativas tomam conta do microfone e lembram que são necessárias e mais competentes em todos os segmentos, basta os homens saírem de banda, sempre ratificando que existe mais mulheres no Brasil. Naturalmente mais eleitoras, basta fazer a presença nas urnas.

Evidente que os homens falam grosso, nem sempre dentro de casa, apesar que o ideal é ficar no empate dos direitos e deveres. Saboroso assistir como as mulheres parlamentares, pré-candidatas e apoiadoras dos maridos e agregados, todas com a alegria e força do tom nos microfones fizeram do Encontro das Mulheres mais um alicerce na campanha do pré-candidato Carlos Brandão (PSB).

Disseram que o evento era interno, faltou espaço, nenhum problema para as destemidas militantes da pré-campanha, fizeram a confusão na rua, ficou bonito de ver. Muitos discursos de apoio ao Carlos Brandão (PSB), Flávio Dino (PSB), Felipe Camarão (PT), Othelino Neto (PCdoB) e Rubens Jr. (PT), apesar de que a intenção continua sendo eleger as deputadas representantes de todas as regiões e a suplente ao Senado, Ana Lobato (PSB).

Importante que elas estejam como autoras do Plano de Governo ao governo do Maranhão. Espero!

Coluna Aparte – Kit eleitoral

Semanalmente, durante os últimos anos, tenho construído os meus textos e imagens discutindo com o Nuna, genial chargista, e com o competente jornalista Célio Sérgio, chamado de mágico das sensacionais capas, conteúdos e formatos do jornal O Imparcial. Fazemos debates acalorados, outros ponderados, sempre refinando com humor os atos criados pelas figuras públicas e a população. Sem esquecer o presidente Pedro Freire monitorando os rebeldes “meninos e meninas” da redação do matutino de 96 anos e mais de oito milhões de acessos mensais.

Evidente que cada qual trazendo seu olhar na aplicação dos fatos, opiniões não existe para o consenso, sempre tem que sobrar a inconformidade. Muitas vezes as charges do Nuna falam sozinhas, em outras postagens precisam de linhas para provocar o conhecimento e debate sobre a matéria ou notas rápidas.

Assustador observar que concordamos com eminente perigo provocado pelos desmandos nos governos do PT e após a chegada de Jair Bolsonaro (PL) à presidência do Brasil. Mesmo sendo uma permanente provocação eleitoral da direita, o golpe de governo continua na pauta diária. Diferente do golpe militar de 64, o processo de Bolsonaro em estabelecer uma ditadura vem acompanhado da degradação nas instituições de defesa da democracia e a naturalização da violência aos 98% dos sem dinheiro e poder.

Verdade que se houvesse apoio militar, o PT teria feito sua ditadura no estilo latino. Intrigante que os ministros do STF continuam alimentando o medo nos eleitores sem dar um basta constitucional. Mas, enquanto houver liberdade e multiplicadores sérios da comunicação haverá a verdade. Evidente no estilo profissional individual com pitadas sacanas. Quanto ao Kit de Proteção logo vai estar nas melhores lojas do ramo eleitoral e na internet.

Bom garantir o seu!

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do genial Nuna.

Klamtiando – Novos e velhos fatos

Comemorado pelo setor da saúde o reconhecimento aos Agentes Comunitários de Saúde e os de Combate às Endemias pela gestão executiva de São José de Ribamar com o aumento de 40% nos salários dos profissionais deste segmento. Agora é continuar cuidando das pessoas!

Excelente a decisão do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), em cancelar, por definitivo, o contrato com a Fundação CEPERJ na organização do concurso no legislativo estadual, nova banca será contratada, acabando com as especulações e discursos eleitorais. Sem esquecer, continua valendo as inscrições do concurso anterior!

Realmente compreensível a atuação do prefeito Eduardo Braide (ainda sem partido) declarando o apoio ao pré-candidato Weverton Rocha (PDT) ao mesmo tempo que sumiu do cenário eleitoral majoritário. Empenho de verdade somente na campanha do irmão na corrida para o legislativo do Maranhão. Para completar, ainda tem a preocupação com a nova investida do governo estadual fazendo o fermento do pré-candidato Edivaldo Holanda (PSD) nas pesquisas estaduais. Para alguns, estão turbinando o Holanda para 2024!

Está terminando o maior São João do Brasil, verdade que durante o mês de junho os arraiais estiveram intensos de manifestações e com muita gente. Tudo muito bonito, um ou outro fato para reclamar, nem deu volume, somente a população cobrando do secretário de Cultura, Paulo Victor (PCdoB), a razão de julho ter sido tão fraquinho, mesmo sendo o mês de férias e o último do verão. Mas, pensando bem, logo chegam as festas da eleição, copa e Natal!

  • Charges do genial Nuna.

Roseana, imprescindível

Nem resta dúvida que Roseana Sarney (MDB) está eleita deputada federal pelo Maranhão, ninguém, nem os mais apurados especialistas em cálculos eleitorais podem afirmar que sua votação ultrapasse os 200 mil eleitores. Nem precisa, quem precisa são os outros emedebistas com necessidades especiais no coeficiente.

Proprietário de uma capacidade única na paciência, no saber a hora de bater na casa do vizinho oferecendo um belo pedaço do bolo, de manter as relações quando todos atacavam o adversário, em não opinar sobre as paixões ideológicas e seus gritos de guerra, de olhar que uma vez no poder os amigos estão bem, definindo a hora de cuidar do amanhã conquistando os concorrentes das urnas. Este é o padrão Carlos Brandão (PSB).

Quem fez o entendimento da aliança Sarney e Orleans foram o Carlos e a Rose, mente quem soltar arrotos de negociadores natos. Verdade que o Fernando, o irmão empresário ajudou na planilha pelo Sistema Mirante, o Pereira, Rubão para todos, desenhou, costurou e deu o feitio da forma na composição do acordo, os irmãos Brandão não deixaram nenhum detalhe sem resposta, tudo blindado. Evidente que houve recuos técnicos políticos, mas os alquimistas tinham outra transmutação pronta para apresentar como vacina aos vírus na interferência dos incomodados.

Exatamente ficaram de fora das conversas, o pré-candidato Flávio Dino, e ex-quase-pré-candidato Luís Fernando, o atual chefe da Casa Civil, conhecido tocantino Madeira, o ex-amigo da família Zé Reinaldo e o Cappelli que está como secretário de Comunicação. Todos coadjuvantes aos olhos da senhora dos votos.

No mais, só a certeza que eles apoiam a eleição no primeiro turno!

  • Charge do genial Nuna.

Klamtiando – Enchendo linguiça

Razoável afirmar, sem ferir vaidades, que o retorno de Carlos Brandão (PSB) ao processo eleitoral proporcionou a intensidade entre os pré-candidatos ao governo do Maranhão.

Mesmo sem mudar o padrão no formato de apresentação de sua imagem presencial, nos municípios,  mas determinando aos blogueiros contratados ataques para qualquer movimento ou inércia no governo estadual, apertando o laço com ações judiciais, deixando evidente que a água morna do empate nas pesquisas durante a enfermidade do Brandão acendeu a preocupação no comando da pré-campanha do senador Weverton Rocha (PDT).

Curioso, que atualmente, o Simplício Araújo (Solidariedade) resolveu deixar a inteligente plataforma de propostas para o Plano Diretor de São Luís e empregos que não existem, pulando a linha do razoável na intenção de crescer atacando o executivo estadual, sem medir que o presente ainda está atrelado ao recente passado com seu cheiro como secretário de Flávio Dino (PSB). Excelente a ideia procurar outra vertente!

Interessante que a proposta de alavancar o Lahesio Bonfim (PSC) utilizando as sacadas de gênio do secretário de Comunicação, Ricardo Cappelli (PSB), começa a preocupar os responsáveis pelas negociações na pré-campanha do Brandão. Muitos dos consultados não entendem a estratégia que em nada afetou o pré-candidato Weverton Rocha (PDT), somente observam a possibilidade de estrarem criando um produto irracional e sem necessidade no primeiro turno da eleição. Imagina um Lahesio como contrapeso no segundo turno com o deputado Aluísio Mendes no papel de negociador do apoio!!!!

No complementar, fica a estabilidade de comportamento e o gráfico das pesquisas do Edivaldo Holanda (PSD). Aumentando a expectativa se o Flávio Dino (PSB) vai conseguir encantar novamente o Holanda ao ponto de conseguir o apoio para Brandão. Difícil equação, tudo pode acontecer, inclusive o Edivaldo surpreender chegando ao segundo turno!

Nenhuma novidade, nada de novo. Agora, só esperar a pesquisa eleitoral da TV Guará, na sexta-feira (22).

  • Charge do genial Nuna.

 

 

Coluna Aparte – Chico, cobrando

Trabalho feito e entregue, vereador Chico Carvalho (Avante) começa, nesta semana, a cobrança junto ao Ministério Público Estadual e o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (ainda sem partido), sobre o efetivo retorno de mudanças nos ônibus da capital. Todos já receberam o relatório final da CPI do Transporte Público de São Luís com graves evidências e propostas da população. Sem esquecer a participação dos vereadores que não se esconderam com medo dos empresários financiadores de campanhas.

  • Charge do genial Nuna.
  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.