Mentes do Crime

Indisfarçável os últimos acontecimentos de violência na ilha de São Luís, marginais mequetrefes implantando o pânico com fogo em ônibus, força policial partindo para o confronto, população cobrando sangue pela ousadia, mas sem o mesmo pavor dos ataques de 2014.

Pouco importa as razões do novo ataque, tanto faz ser o asfixiamento dos esquemas em Pedrinhas, na repressão com pilhas de drogas apreendidas ou mesmo recolhimento de armas com prêmios pagos. Verdade que os bandidos deram a senha para o governo partir para cima desmontando essas gangues de larápios e mulas de drogas de quinta categoria.

Chamar de crime organizado seria ofender a máfia, sem esquecer os corruptos que durante os últimos 50 anos dilapidaram os maranhenses levando a miséria, a esta degradação humana. Prender garotos na lama mostra que as mentes do crime assistem dando gargalhadas. Hora da investigação científica, determinante a força permanente do executivo, MP e justiça. Com os que ainda tem mãos limpas.

Inquestionável a imbecilidade canalha de deputados financiados por pai, sogros e sogras agregados ao poder corrupto apontando o dedo ao governador Flávio Dino, não por ser o gestor responsável pela solução, mas por serem crias de identificados afanadores dos nossos sonhos.

Assustador assistir delegado que deixou pedrinhas dizimada achar no direito de pensar algo sobre o enfrentamento policial. Mais intrigante o militante dos Direitos Humanos requentando o criativo acordo do poder eleito com da bala. Resta saber se fala pela Sociedade dos Direitos Humanos ou como presidente de partido.

Hora de atitudes, pode vir força nacional ou escambau, pouco interessa. Hora de continuar mostrando quem roubou em sucessivos governos, a transparência do apurado precisa ser público. Hora de descobrir quem são os cabeças de tantos crimes.

2 pensou em “Mentes do Crime

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.