Coluna Aparte – Claro sinal?

Nenhuma novidade na contagem dos deputados estaduais apoiando o pré-candidato Carlos Brandão (PSDB), boas e inteligentes conversas tornou-se rotinas como estratégia pelos articuladores da campanha. Curioso mesmo, está na presença convicta do deputado Adriano Sarney (PV) afirmando sua decisão de caminhar na primeira fileira do vice em vias de assumir como governador.

Política sempre foi construída por gestos e sinais, vale tentar entender a possível atitude de independência do filho, sobrinho e neto com sobrenome Sarney. Enquanto a tia Roseana (MDB) fica alimentando a vaidade do sou e posso ser a pré-candidata ou a solução para fazer qualquer aspirante aos Leões vencer a eleição em 2022, enquanto o avô Zé (MDB) mantém as conversas para as fotos nas redes sociais e enquanto os negócios da família continuam recebendo enxurradas financeiras da comunicação governamental tudo vai continuar no roteiro de a cada dia uma novidade.

Fato que Adriano não tolera Roseana por sempre asfixiar os sonhos do pai Zequinha (PV) de ser governador e na última tentativa senador pelo Maranhão. Mas existem os negócios de família que tem peso preponderante para quem perdeu o poder por meio da rejeição popular.

Necessário decifrar algum sinal?

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do Nuna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.