Coluna Aparte – Pai dos filhos

Impressionante como um pai destrói um país para salvar seus filhos, ninguém, jamais, vai poder dizer que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem nenhum partido que o quer), deixou de demonstrar a proteção as suas crias.

Enquanto todos discutem uma grave crise institucional, com um golpe político que não aconteceu por muito pouco, o amoroso paterno tenta colocar a nação de joelhos para asfixiar os processos que podem levar os rebentos para a cadeia.

Bolsonaro usou os bestas aficionados, que almejam dominar pela ditadura militar, numa jogada que permita um acordo com os deuses da toga liberando uma salvaguarda para sua família. Nada mais que isso. Parece que, temporariamente, a estratégia funcionou armada pelo ex-presidente Michel Temer (MDB). Conseguiu o sentimento de pena do ministro Alexandre de Morais.

Interessante para história como um ser político pode ser tão simplista, nada comove o eleito executivo, nem as mortes, muito menos a fome da população. Basta continuar pisando nos tapetes palacianos, mesmo que agora não conte mais com os seguidores abastados, uma geração de novos ricos.

Bom dia, boa segunda-feira, boa semana, aguardando o tresloucado começar a vomitar as suas insanas vontades de ditador.

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do Nuna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.