Coluna Aparte – Aproveitem

 

Segue, leve e solto, na caminhada para ocupar a cadeira titular no papel de pré-candidato à presidência do Brasil. Sim, Flávio Dino (PCdoB) pegou gosto pela coisa e virou o queridinho da imprensa contra o Bolsonaro (PSL), está em todos os veículos dando show verbal e intelectual com uma inteligente sacada de vender o estilo do aspirante feliz, tudo na harmonia, lembrando o Lulinha paz e amor.

Tem muito para viver e sobreviver entre os grandes do país até 2022. Enquanto isto, no Maranhão, os desejosos começa aflorar a maldade entre os membros do grupo Dino, todos sorridentes e enquadrados na fotografia para criar no imaginário popular a versão da turma unida sem a tradicional antropofagia pelos cargos de governador e senador.

Abonados pelos espaços eleitorais conquistados nas últimas eleições credenciou Carlos Brandão (PRB) e Weverton Rocha (PDT) ao papel de pré-candidatos a governador, sem esquecer que Felipe Camarão (DEM) conta com o olhar paternal do governador em exercício.

Flutuando no cheiro da comida na panela para papar o mandato no Senado mexem a colher de pau os deputados Othelino Neto (PCdoB) e Josimar de Maranhãozinho (PL) sem ainda salgar o prato do outro, coisa de tempo para a fervura aumentar e estragar a receita que todos são amiguinhos e degustam o mesmo paladar.

Flávio Dino (PCdoB) como pré-candidato ao Palácio do Planalto oferece a chance destes políticos ocuparem os mandatos majoritários. Depende dos rumos da política nacional e da lealdade estadual.

Sem esquecer que o governador pode resolver terminar o mandato controlando na unha a sucessão das vontades individuais. Basta disciplina de todos eles.

  • Coluna Aparte publicada nas segundas-feiras, na página Política, no jornal O Imparcial.
  • Charge do Nuna com Zé Maranha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.