PP, com pais para filhos

Nenhuma novidade neste troca, troca de secretários na soleira de uma eleição. Todos ocupantes de cargos de confiança, querendo ou não, magoados ou não, tem de aceitar resignados as perdas para garantir um futuro ao grupo político que pertence.

Evidente que saem os secretários tidos como amigos do chefe, jamais os prediletos e estratégicos do governador.

Somente para apimentar a ampla e silenciosa negociação na vinda do Partido Progressista a frente do governo estadual em troca da secretaria de esportes, três detalhes marcam a finalização do acordo.

Primeiro, que o grupo Sarney deixou de ser atraente para novos e velhos políticos.

Segundo, que os Fufucas sempre bancaram suas campanhas com dinheiro próprio.

Sendo que no começo, no meio e na concretização das negociações a presença do deputado federal Rubens Jr. (PCdoB) com seu pai e articulador político do Palácio dos Leões, Rubens Pereira, foram determinantes para haver confiança dos membros do PP no cumprimento dos acordos.

Velhos amigos, Rubão com Fufucão. Colegas de Congresso, Rubinho com Fufuquinha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.